DICAS:

O Professor Anderson fornece dicas importantes sobre o que se deve observar na hora de adquirir seus primeiros patins e equipamentos de proteção, vale a pena ler com atenção:

Todo o equipamento de proteção e os PATINS devem ser específicos para a patinação, não adianta usar joelheira de vôlei e capacete para ciclismo, além disso, os patins vendidos nas lojas de brinquedos (patins do batmam, barbie, spider-mam, pokémom e etc.) não servem para a prática esportiva da patinação; não deslizam direito, tem estrutura fraca, a bota interna é mal acolchoada e são difíceis de ajustar. Cada esporte tem necessidades de proteção bem distintas conforme a seguinte lista:

CAPACETE - existe diversos modelos, informe-se sobre qual é o ideal para a sua modalidade, os capacetes infantis possuem um protetor para o queixo, compre capacete infantil em uma loja de esportes, os capacetes vendidos em lojas de brinquedos não protegem de verdade. Evite comprar capacete usado, ele pode estar com sua estrutura fraca (o antigo dono pode ter batido muito a cabeça com ele!).

JOELHEIRAS, COTOVELEIRAS E LUVAS – normalmente os protetores para patinação recreativa são vendidos em kits (joelheiras, cotoveleiras e luvas) que podem variar de acordo com a modalidade de patinação praticada. No hockey, por exemplo, são muito mais itens de proteção (além do kit básico utiliza-se; peitoral, fraldão, caneleiras e etc.) se comparado com a patinação de velocidade (uniforme de lycra e algodão e capacete) ou com a patinação agressive (capacete, e joelheiras grandes e reforçadas).

PATINS – para cada modalidade da patinação (recreação, hockey, agressive, velocidade, slalon e etc.) existem vários modelos de patins. Os patins variam de acordo com o nível do patinador, por exemplo, patins de passeio intermediário, patins agressive profissional, patins de velocidade iniciante e assim por diante. Com relação à numeração dos patins, é indicado comprar o mesmo número que o individuo calça no dia-a-dia. Os patins não devem ficar largos nem apertados devem ficar justos e bem firmes nos pés, o ideal é que os patins fiquem tão confortáveis quanto o calçado que a pessoa gosta de usar.

VALE A PENA INVESTIR – Se você está realmente decidido a patinar, não compre patins baratos (às vezes custam quase o mesmo preço de patins esportivos!) em lojas de brinquedos, supermercados, camelôs ou coisas do tipo, esses produtos não são apropriados para se patinar, dificultam o seu aprendizado e podem causar lesões. Recomendo que você procure uma loja especializada em artigos esportivos como a TRAXART, onde os vendedores são treinados para fornecer o equipamento correto a você, eles conhecem bem os produtos, os patins são de excelente qualidade, duráveis, confortáveis e seguros.